Guiamg
Uberlândia

Prefeitura anuncia novidades e intensifica atendimentos na Saúde

Ampliação do horário de realização das cirurgias no hospital municipal e mutirão de raio-x eletivos nas uais são duas das novidades implantadas pela gestão municipal

08/01/2020 08h56
Por: Irineu Castanheira
Fonte: Agência PMU
Divulgação
Divulgação

Para garantir que a população receba atendimento de forma mais rápida, a atual gestão da Prefeitura de Uberlândia segue trabalhando e inovando já nos primeiros dias deste novo ano. Nesta terça-feira (7), o prefeito Odelmo Leão e o secretário municipal de Saúde, Gladstone Rodrigues da Cunha, anunciaram novidades para o setor da saúde durante coletiva de imprensa, que aconteceu no Centro Administrativo.

A primeira iniciativa anunciada é ampliação dos horários de atendimento para realização de cirurgias eletivas no Hospital e Maternidade Municipal Dr. Odelmo Leão Carneiro. Com isso, os agendamentos dos procedimentos ocorrerão das 19h às 22h.

Ainda durante a reunião, o prefeito comunicou o início de um mutirão de raio-x nas oito Unidades de Atendimento Integrados (UAIs). A marcação será feita dos exames eletivos mais simples. Recentemente, as oito unidades receberam equipamentos digitais que garantem mais qualidade e agilidade nos resultados, já que com o aparelho digital a imagem é vista na hora. A previsão é de fazer 25 mil exames em aproximadamente três meses.

“Apesar das dificuldades e do atraso no repasse obrigatório do Governo de Minas para a área, que está em torno de R$ 145 milhões, não estamos medindo esforços para continuar garantindo atendimento para a população. No ano passado, criamos inúmeros programas para ampliar o acesso aos serviços de saúde. Para 2020, não vai ser diferente. Espero poder anunciar novas modernizações este ano ainda. Com a ampliação do horário das cirurgias e o mutirão de raio-x, vamos agilizar ainda mais os procedimentos eletivos de maior demanda na nossa rede”, destacou o prefeito Odelmo Leão.

 

Cirurgias e Siate

 O prefeito ainda ressaltou o andamento da realização das cirurgias eletivas do programa “Uberlândia Mais Saúde”, que ocorre em parceria com o Hospital Madrecor, e dos procedimentos cardíacos que são feito no Hospital Municipal.

“As cirurgias de hérnia, vesícula e cardíaca fazem parte dos procedimentos de média e alta complexidade, que não são de responsabilidade do Município. Mas estamos trabalhando para atender essa demanda, porque sabemos da necessidade do povo. Pelo programa ‘Uberlândia Mais Saúde’, 600 pacientes já passaram pelo pré-operatório e 200 fizeram o pré-anestésico. As cirurgias cardíacas continuam sendo feitas no Hospital Municipal com recurso próprio e vamos aumentar a produção com o início das atividades do setor de hemodinâmica”, pontuou.

Em relação ao Sistema Integrado de Atendimento a Trauma e Emergência (Siate), o prefeito Odelmo Leão informou que, até o final do ano, foram feitos mais de cinco mil atendimentos, sendo que 1,4 mil foram resolvidos pela própria regulação médica, sem a necessidade de envio de uma unidade de resgate.

Programa Além das Grades           

Durante o anúncio das novidades, também foi ressaltado o trabalho desenvolvido pelo “Programa Além das Grades”. Em parceria com a Defensoria Pública do Estado de Minas Gerais e Associação Paulista para o Desenvolvimento da Medicina (SPDM), a Prefeitura de Uberlândia criou o programa, em junho de 2019, para garantir o acesso das pessoas privadas de liberdade aos cuidados de saúde com um ponto de atenção primária em saúde nas duas unidades prisionais do município: Penitenciária Dr. João Pimenta da Veiga e Presídio Professor Jacy de Assis. 

Foram criadas duas equipes, sob a gestão da SPDM, para cada núcleo prisional, visando aprimorar os atendimentos médicos e a prevenção de doenças. As equipes são formadas por médico, enfermeiro, técnico em enfermagem e um auxiliar de saúde bucal,além dos profissionais do Núcleo de Ampliação em Saúde da Família (Nasf), como nutricionistas, fisioterapeutas, psiquiatras, ginecologistas e infectologistas. Durante os atendimentos são realizadas ações de vacinação, prevenção das infecções sexualmente transmissíveis (IST) e de saúde bucal, além do tratamento de problemas crônicos de saúde.

Desde o início do projeto, foram realizados aproximadamente três mil atendimentos nas duas unidades prisionais, promovendo a humanização e a inclusão da população prisional à atenção básica de saúde, conforme explicou o secretário de Saúde, Gladstone Rodrigues da Cunha. 

“Estamos fortalecendo as ações de prevenção e promoção da saúde, realizando programas de educação permanente, acompanhamento e autocuidado inclusive das doenças crônicas, como diabetes e hipertensão, e orientações de planejamento familiar, entre outros. São ações que garantem mais acesso ao sistema de saúde à população prisional e cuidados preventivos, que ajudam a reduzir os encaminhamentos para unidades de pronto atendimento”.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.