Guiamg
Moto

Dicas para mulheres que desejam pilotar uma moto

Ao andar pelas ruas é possível ver o número maior de mulheres pilotando suas motocicletas.

30/09/2019 15h40Atualizado há 3 semanas
Por: Irineu Castanheira
Créditos da imagem: Pixabay.com
Créditos da imagem: Pixabay.com

Muitas mulheres estão em busca de motos à venda nos últimos anos. O número de mulheres que estão pilotando motos está crescendo gradativamente e, como consequência disso, é possível ver mais delas inseridas em um mercado antes restritamente masculino, o de motoboy. As motogirls estão fazendo sucesso e se mostram cada vez mais preparadas para esse mercado de trabalho.

Como as mulheres são comprovadamente mais atenciosas em suas tarefas, no trânsito elas não se apresentam diferentes. Após aprender a se equilibrar sob a moto, algumas delas estão dando verdadeiros shows pelas pistas e, até mesmo, nas ruas das cidades.

Existe ainda o medo de pilotar, o que faz com que muitas garotas adiem o sonho de se sentirem bem sob duas rodas. Mas algumas dicas podem transformar esse pânico em um motivador para quebrar as suas barreiras e começar a pilotar pelas ruas sem medo. Não existe segredo e nem diferença para um homem ou mulher conduzir uma motocicleta. Mas para te ajudar, separamos 8 dicas importantes para você entender que pode sim pilotar uma moto! Está preparada? Então vamos lá!

1. O posicionamento na motocicleta

Vamos começar pelo básico, antes mesmo de você subir na motocicleta precisa entender alguns detalhes. Você não precisa ficar reta, rígida e robótica quando está em cima da moto. Uma dica interessante é que primeiro você pode optar por motos usadas, para perder o medo de pilotar e estragar o seu veículo.

As motos exigem equilíbrio e energia física, pois todos os comandos dependem de você. Então aprenda a usar o corpo para equilibrar o veículo nas curvas e evite ficar tenso para que o guidão não fique ainda mais pesado. Trabalhe junto com a sua máquina, deixe os joelhos mais apertados junto ao tanque de combustível para te dar mais segurança e firmeza.

2. Utilize os equipamentos corretos

A lei impõe a utilização do capacete, mas não deixe de usar as luvas, roupas e calçados adequados para a pilotagem. Isso te trará mais segurança e proteção em caso de quedas ou acidentes. Você não precisa de um macacão de corrida para percorrer seus primeiros quilômetros, mas de uma boa jaqueta não abra mão. Prese pelo conforto e estabilidade até que você adquira mais confiança e comece a aumentar a sua velocidade de forma progressiva. Mas não exceda os limites!

 

3. Aprenda a frear antes de sair do lugar

Procure ruas isoladas ou locais com pouco transito de carros e pessoas para treinar a frenagem. Na moto-escola você é induzido a acreditar que só pode usar o freio de trás, ou seja, com o pé. Mas, na vida real, isso é quase impossível, para parar uma motocicleta você precisa acionar o freio da frente também.

A melhor frenagem é a mais equilibrada, onde você usa cerca de 70% da capacidade do freio da frente e 30% do traseiro. Assim você deixa a moto em uma condição de equilíbrio, não trava os freios e consegue parar o seu veículo da maneira adequada.

4. Fique de olho nos pneus

Quer manter a sua moto sem desvalorizar? Então além de conferir a Tabela Fipe, você deve rotineiramente fazer a manutenção e a limpeza do seu veículo, para não restar problemas ou dúvidas quanto as condições da sua moto.

Mas além do valor de mercado, você precisa lembrar que os pneus não só deixam a sua moto feia, como podem te causar problemas. Eles são a sua única fonte de contato com o solo, por esse motivo precisam estar em boas condições, com a pressão correta e dentro das medidas indicadas para o tipo de motocicleta que você está utilizando.

Não saia alterando as características da sua motocicleta porque acha mais bonito, entenda o que pode ou não funcionar no tipo de equipamento que você usa. Então, fique sempre de olho na calibragem, se os pneus não estão carecas e se algum defeito está causando problemas para a sua moto.

 

5. Aprenda a estacionar

Antes de sair de casa com a moto você precisa saber que uma hora vai precisar para e estacionar. Então que tal treinar isso antes do primeiro passeio? Procure um local mais isolado, mas que não seja tão regular para você treinar em condições adversas. No plano e sem degraus, essa manobra não traz muito segredo.

Primeira regra é, não estacione sua moto de frente para o meio fio, ainda mais se o piso for íngreme, pode ser uma tarefa muito complicada retirar o veículo de lá na hora da saída. Segunda regra, não use o cavalete lateral em locais com inclinação. Use o cavalete central para manter a moto equilibrada e protegida.

6. Entenda o funcionamento das travas e do cavalete

Se você precisa de atenção e paciência para estacionar, redobre esse cuidado na hora de sair. Não esqueça de recolher o cavalete lateral, o famoso “pezinho” na hora de sair, isso pode resultar em um acidente. Se você travou a moto com o antifurto, não esqueça de desativar antes de dar a partida, isso vai travar a sua motocicleta.

 

7. Não esqueça a sinalização

Seja no carro ou na motocicleta, sinalize todos os seus movimentos. Tanto para trocar de faixa, quanto para sair da pista, não esqueça de dar o pisca para indicar aos demais condutores qual será a sua ação. Quanto mais você usa, mas você traz segurança para você e os outros usuários da via. A buzina pode ser acionada para sinalizar que você está em um local ou um movimento perigoso de outro veículo, mas não é preciso buzinar sem parar como assistimos rotineiramente pelas ruas.

8. Sempre posicione-se para ser vista

Nunca trafegue no meio da pista, atrás de carros ou caminhões, isso dificulta que os motoristas possam estar te vendo. Fique mais próximo da faixa, no ponto em que o condutor da frente conseguirá te enxergar pelo espelho e, ao mesmo tempo, que você possa ter um tempo de reação em caso de uma frenagem brusca.

Outra dica importante, use roupas refletivas, faixas de sinalização que permitam que os motoristas te identifiquem como um veículo. Não se paute só pelas luzes, ajude a se fazer visto.

Que tal, gostou deste texto com algumas dicas para mulheres que desejam pilotar motos? Então aproveite a sua visita em nosso blog e compartilhe este post com as suas amigas usando as suas redes sociais!