Quarta, 18 de Maio de 2022
14°

Poucas nuvens

Uberlândia - MG

Geral Ceará

Hub de gás natural no Porto do Pecém: Governo do Ceará e empresa britânica assinam memorando de entendimento

A vice-governadora Izolda Cela, representando o governador Camilo Santana, assinou nesta segunda-feira (17) memorando de entendimento (MoU) entre o...

17/01/2022 às 19h50
Por: Irineu Castanheira Fonte: Secom Ceará
Compartilhe:
Foto: Reprodução/Secom Ceará
Foto: Reprodução/Secom Ceará

A vice-governadora Izolda Cela, representando o governador Camilo Santana, assinou nesta segunda-feira (17) memorando de entendimento (MoU) entre o Governo do Ceará e a empresa de energia britânica BP Gas & Power Investments para que atuem em cooperação com o objetivo de explorar oportunidades para a potencial implantação de um HUB de gás natural no Porto do Pecém. A solenidade foi realizada na sede da Vice-Governadoria, em Fortaleza.

Também estiveram presentes o secretário de Desenvolvimento Econômico e Trabalho do Governo do Estado, Maia Júnior; o titular da Secretaria da Infraestrutura (Seinfra), Lúcio Gomes; o secretário da Secretaria da Ciência, Tecnologia e Educação Superior do Ceará (Secitece), Carlos Décimo; o presidente da Federação das Indústrias do Estado do Ceará (FIEC), Ricardo Cavalcante; o reitor da Universidade Federal do Ceará (UFC), Cândido Albuquerque; o presidente da Companhia de Gás do Ceará (Cegás), Hugo Figueirêdo; além do presidente da BP no Brasil, Mario Lindenhayn, a vice-presidente sênior da instituição, Federica Berra, e demais colaboradores que participaram remotamente da solenidade.

Izolda Cela reforçou a importância do fortalecimento e da criação de parcerias como essa para o Ceará e também para o Brasil. “Aqui no Ceará nós temos trabalhado muito, mas também com essas parcerias fundamentais, no sentido de posicionar o estado em uma condição importante, condizente com o potencial que nós temos e se encaixa nesta questão energética. Além de tudo que isso representa, tanto para o desenvolvimento do Ceará, mas também para o mundo”, disse.

Foto: Reprodução/Secom Ceará
Foto: Reprodução/Secom Ceará

Mario Lindenhayn celebrou o evento e ressaltou que o Brasil tem um potencial gigante e oferece uma base de crescimento significativa para uma transformação energética que, talvez, seja única. “Partimos de uma matriz energética das mais renováveis. É importante entender essas oportunidades e trabalhar em conjunto para que o país assuma sua capacidade de representar todo seu potencial em energias renováveis. Diante disso, o Estado do Ceará faz parte de uma região-chave para a nova estratégia da BP. O hub de gás pode possuir capacidade instalada de cerca de 2.2 GW, o que seria suficiente para abastecer 10 milhões de residências e gerar por volta de 5 mil empregos durante a construção”, comentou.

Maia Júnior destacou o potencial energético do Ceará e o grande valor desta e de outras parcerias para o estado. “A equipe da BP já conhece todas as condições oportunizadas pelo Ceará. Acredito que esse terminal seja apenas o início para a BP, o Ceará e o Brasil. Será algo muito importante para o Nordeste. O Ceará hoje é um ambiente bem estruturado para receber empresas globais, é o estado que mais cresce no Brasil. Estaremos mobilizados para atender todos os processos desse projeto”, pontuou.

Foto: Reprodução/Secom Ceará
Foto: Reprodução/Secom Ceará

Sobre a BP

O grupo é líder no setor de energia e está presente em 70 países. Em fevereiro de 2020, a BP anunciou a sua ambição de ser neutra em carbono em 2050, ou antes, e de ajudar o mundo a atingir a mesma marca. A companhia está no Brasil há mais de 50 anos e atua nos segmentos de exploração e produção de petróleo e gás natural, distribuição de combustíveis de aviação pela Air BP, lubrificantes por meio da Castrol, comercialização de energia com a BP Comercializadora de Energia, além de atuar via joint-ventures em biocombustíveis e bioenergia (bp Bunge Bioenergia), tancagem e logística de combustíveis (Opla), energia solar (Lightsource bp), geração termoelétrica (GNA) e distribuição de combustíveis marítimo (NFX).

Federica Berra aponta que o gás tem um papel importantíssimo na transição energética. “Temos a ambição de ser uma empresa neutra em carbono até 2050 e o gás faz parte deste processo. Como importante combustível da transição, o gás agrega confiabilidade ao sistema, compensando a intermitência de algumas fontes renováveis. A longo prazo, vemos o gás descarbonizado como um componente essencial de um futuro neutro em carbono.”

Em janeiro do ano passado, a BP investiu R$ 1,4 bilhão no Ceará para a implantação de dois parques solares fotovoltaicos nos municípios de Milagres e Icó. A unidade de Milagres entrará em operação neste ano, terá capacidade de 202 MW e receberá um investimento de R$ 600 milhões. Já o parque de Icó terá potência de 265 MW e um investimento de R$ 820 milhões.

Recorde em 2021

Prestes a completar 20 anos, o Porto do Pecém começou 2022 comemorando a marca de 20 milhões de toneladas (t) de cargas movimentadas em um único ano, fato inédito na história do terminal portuário. Ao todo, 22.417.077 t passaram pelo Pecém ao longo de 2021, um recorde absoluto para o setor.

A movimentação alcançada pelo Porto do Pecém no ano passado também representa um crescimento de 40,7% em relação ao resultado de 2020, quando a marca alcançada foi de 15,9 milhões de toneladas, o que consolida o terminal portuário cearense como um dos portos que mais crescem no Brasil.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários