Quarta, 01 de Dezembro de 2021
21°

Nuvens esparsas

Uberlândia - MG

Geral Espírito Santo

Portal de Preços da Sefaz vai servir de exemplo para programa do Piauí

A partir de agora, as equipes das Secretarias da Fazenda dos dois estados terão mais contato e vão dividir experiências sobre os sistemas.

25/10/2021 às 16h10
Por: Irineu Castanheira Fonte: Secom Espírito Santo
Compartilhe:
Foto: Reprodução/Secom Espírito Santo
Foto: Reprodução/Secom Espírito Santo

O Portal de Preços, programa desenvolvido no Espírito Santo pela Secretaria da Fazenda (Sefaz), vai ser utilizado como exemplo a ser desenvolvido por servidores da Secretaria da Fazenda do Piauí (Sefaz-PI). Na última quarta-feira (20), representantes das duas secretarias se reuniram de forma virtual para falar sobre as funcionalidades do sistema e trocar experiências. 

"Nós estamos desenvolvendo um sistema com uso de inteligência artificial, mas estamos com problema na classificação de produtos. Estamos discutindo internamente a viabilidade de usar o sistema da Sefaz do Espírito Santo, que já está em funcionamento para levantamento do preço de medicamentos, e continuar desenvolvendo nosso sistema para outros produtos", disse o diretor da Unidade de Auditorias de Empresas da Sefaz do Piauí, Francisco Edson Marques.

O subgerente de Avaliação e Controle de Gasto da Sefaz do Espírito Santo, Roberto Campos, destacou que essa é uma parceria que pode ser muito proveitosa para ambos os Estados. "Nesse primeiro momento, podemos compartilhar o sistema que faz a consulta de preços de medicamentos e, num segundo momento, ter acesso a um sistema ampliado de consulta a outros produtos", informou.

A partir de agora, as equipes das duas Secretarias da Fazenda passarão a ter mais contato e dividir experiências sobre os sistemas. 

O que é o Portal de Preços?

O Portal de Preços é uma ferramenta que gera informações de preços representativos no mercado de medicamentos, a partir das notas fiscais dos produtos. O sistema praticamente elimina um dos gargalos do sistema de compras: o levantamento de preços. 

"Quando o levantamento de preços é feito de forma convencional, ele tende a ser demorado, o que faz com que sejam observadas atualizações dos preços quando as compras vão ser efetivadas. Com o Portal de Preços, como a base de dados é digital e com base nas notas fiscais, o levantamento é muito mais rápido e representativo dos preços de mercado, o que pode propiciar economia nas compras públicas e conferir agilidade ao processo como um todo", explicou Campos.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários