Segunda, 25 de Outubro de 2021
28°

Nuvens esparsas

Uberlândia - MG

Geral Rio de Janeiro

Rio de Janeiro ganha ponto de descarte de eletroeletrônicos

Central de logística reversa foi inaugurada, na Zona Oeste carioca, com a presença de Cláudio Castro

14/10/2021 às 16h40
Por: Irineu Castanheira Fonte: Secom Estado do Rio de Janeiro
Compartilhe:
Foto: Reprodução/Secom Estado do Rio de Janeiro
Foto: Reprodução/Secom Estado do Rio de Janeiro

O governador Cláudio Castro participou nesta quinta-feira, dia 14, da inauguração da central de logística reversa de eletroeletrônicos, no bairro de Realengo, na Zona Oeste da capital. O evento ocorreu no Dia Internacional do Lixo Eletrônico. O local servirá para o descarte desses produtos para que passem pelo processo correto de reciclagem. Desta forma, materiais que compõem esses eletrônicos, como vidro, plástico e metais, poderão ser reinseridos da cadeia produtiva, dando origem a novos produtos.

A iniciativa é do Ministério do Meio Ambiente em parceria com a Secretaria de Estado do Ambiente e Sustentabilidade, Associação de Recicladores do Estado do Rio de Janeiro, Associação Brasileira de Reciclagem de Eletroeletrônicos e Eletrodomésticos e Prefeitura do Rio. O incentivo ao processo de logística reversa contribui para a redução dos lixões e para a geração de empregos, beneficiando catadores e cooperativas de reciclagem.

- Precisamos falar sobre a importância da cadeia verde, do emprego sustentável, a importância econômica que a logística reversa traz. É a própria materialização de uma atividade econômica. Ela vem pra tirar o catador da informalidade. Essas estruturas são fundamentais para dar dignidade a esses trabalhadores – ressaltou o governador.

O secretário de Estado do Ambiente e Sustentabilidade, Thiago Pampolha, destacou a importância da consciência ambiental.

- Este evento representa o que pode ser potencializado em geração de renda para famílias que precisam. A informalidade vai ser combatida com iniciativas como esta. Sabemos que o Brasil é o quinto maior produtor de resíduo eletroeletrônico, e isso pode representar muito em termos de oportunidades, que acabam se perdendo por falta de espaços como este – disse.

A partir da inauguração da central de logística de Realengo, o Estado do Rio passa a contar também com outros Pontos de Entrega Voluntária (PEV). Serão 123 locais no Rio e 148 em outros municípios fluminenses, totalizando 271, que serão geridos pela Associação Brasileira de Reciclagem de Eletroeletrônicos e Eletrodomésticos.

O secretário de Qualidade Ambiental do Ministério do Meio Ambiente, André França, também enfatizou os benefícios da reciclagem.

- Quando eu olho uma pilha de material eletrônico no lixo, eu vejo, na verdade, matéria-prima fora do lugar. São produtos que podem gerar emprego e renda com sustentabilidade. Hoje iniciamos um novo capítulo na história da reciclagem no estado do Rio de Janeiro. Com a logística reversa, a gente preserva recursos naturais, reduz as emissões de gases de efeito estufa e evita o descarte inadequado que leva à poluição do solo – explicou.

Fotos disponíveis em:https://www.flickr.com/photos/governodorio/albums/72157720024516637

Vídeo disponível em:https://drive.google.com/file/d/1eMs_SpUPaQfNT-5cA5vPNlyM1M2-vaSN/view

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários