Domingo, 26 de Setembro de 2021
20°

Poucas nuvens

Uberlândia - MG

Educação Maranhão

Há 15 anos, Núcleo de Superdotação identifica e valoriza talentos da rede pública estadual

Núcleo oferece suporte para adolescentes e jovens maranhenses com altas habilidades para a construção do processo de aprendizagem.

31/07/2021 às 12h05
Por: Irineu Castanheira Fonte: Secom Maranhão
Compartilhe:
 <br>Estudante Emile Mascarenhas é destaque em reportagem do G1 nacional sobre estudantes com altas habilidades (Foto: Divulgação)

Estudante Emile Mascarenhas é destaque em reportagem do G1 nacional sobre estudantes com altas habilidades (Foto: Divulgação)

“Esse lugar me faz sentir motivado. Porque lá em casa quando eu desenho não tenho uma inspiração assim. Dá uma inspiração, porque aqui tem um silêncio profundo”. O lugar que inspira o estudante Taciano Serra Freitas, de 13 anos, é o Núcleo de Atividades de Altas Habilidades/Superdotação (NAAH/S) Joãosinho Trinta, instituição de apoio pedagógico voltada para o aprimoramento das potencialidades de crianças, adolescentes e jovens com características de altas habilidades/superdotação. 

Os NAAH/S foram instituídos pelo Governo Federal em 2006 como política educacional de inclusão. Nos estados e no Distrito Federal, são vinculados às Secretarias Estaduais de Educação. Os núcleos têm como função atender aos alunos com altas habilidades/superdotação; promover a formação e capacitação dos professores e profissionais da rede pública estadual para identificar e atender a esses alunos; oferecer acompanhamento aos pais dessas crianças e à comunidade escolar em geral, no sentido de produzir conhecimentos sobre o tema; além de disseminar informações e colaborar para a construção de uma educação inclusiva e de qualidade.

No Maranhão, o NAAH/S Joãosinho Trinta, desde a sua implantação em 2006, está ligado à Secretaria de Estado da Educação (Seduc) e já atendeu a milhares de estudantes. Só nos últimos seis anos, mais de 1000 crianças, adolescentes e jovens maranhenses receberam o suporte do núcleo que oportuniza construção do processo de aprendizagem e amplia o atendimento, com vistas ao pleno desenvolvimento das potencialidades desses alunos. 

Taciano Serra Freitas chegou ao núcleo para aperfeiçoar as habilidades, que desde cedo demonstrou ter com as Artes Plásticas. Além de pintar, Taciano também tem um talento imenso para o desenho. Ele também sabe a importância de ter o apoio do NAAH/S Joãosinho Trinta. 

“Nesse Grupo de Enriquecimento Vivenciando as Artes Visuais, a gente aprimora as nossas habilidades de desenhar, porque a gente tem acesso a todo material necessário e à orientação dos professores”, destaca Taciano. 

Em 2017, o Núcleo de Atividades em Altas Habilidades/Superdotação Joãsinho Trinta ganhou uma sede própria, no bairro da Cohab. Em 2020 passou por uma ampla reforma que garantiu à comunidade escolar uma estrutura digna e aconchegante, além de ter sido totalmente equipado para atender às necessidades dos estudantes. E assim, o NAAH/S está organizado com Salas de Recursos Especializadas para atendimento às necessidades educacionais especiais dos alunos, oportunizando o aprendizado específico e estimulando suas potencialidades criativas e seu senso crítico. Além disso, dispõe de espaço para apoio pedagógico aos professores e orientação às famílias de alunos com Altas Habilidades/Superdotação. Atualmente, o núcleo acompanha 44 escolas estaduais. 

“Se um estudante tem característica comportamental em áreas diversificadas, que podem ser acadêmica, intelectual, artística, psicomotora e liderança, nós recebemos esse estudante, fazemos o processo de identificação e encaminhamos para a área de desejo, a área que ele se identifica e tem altas habilidades. Aqui é o aluno quem determina a sua área de interesse. Aqui nós trabalhamos de forma diferente da escola regular, porque a escola já vem com o currículo pronto. Aqui, quem constrói o seu currículo é o estudante. Por isso que nós temos os grupos de enriquecimento, o enriquecimento é curricular”, destacou Fabiano Tajra, Gestor Geral do NAAH/S Joãosinho Trinta. 

Aluna do NAAH/S é destaque no G1 nacional
Em uma reportagem publicada no dia 15 de junho deste ano, com o título “Busca por alunos de altas habilidades em escolas públicas tenta evitar o desperdício de talentos”, o G1 nacional contou a história de cinco jovens e adolescentes oriundos de escolas públicas com características de altas habilidades e superdotação. Esses alunos encontraram suporte dos NAAH/S de suas cidades. 

Entre esses estudantes está a maranhense Emile Mascarenhas, de 23 anos, atualmente estudante do curso de Letras na Universidade Estadual do Maranhão (UEMA). Antes de chegar à Universidade, Emile encontrou suporte no NAAH/S Joãosinho Trinta para lidar com suas altas habilidades em artes, literatura, história e política.

A reportagem conta que Emile foi identificada com altas habilidades aos 14 anos, após passar por uma avaliação no NAAH/S, e que foi levada pela mãe, que já investigava a característica na irmã de Emile. Na reportagem, a estudante destacou: “Antes do diagnóstico, foi tudo bem complexo. Toda a minha história escolar é bem traumática. Tem períodos que apaguei da lembrança, porque cheguei a um nível de esquecer para não continuar machucando”.

NAAH/S Joãosinho Trinta também está pronto para retomar as atividades presenciais (Foto: Divulgação)

Emile disse ainda ao G1: “e a gente demora a descobrir as habilidades. Eu tinha plena convicção que todas as crianças poderiam fazer o mesmo que eu, se tentassem”, finalizou Emile. 

A supervisora de Educação Especial, Rosane Ferreira, destacou que hoje tem sido feito um trabalho importante no sentido de incluir esses estudantes para que talentos não se percam por falta de um olhar e uma atenção especializada.

“O nosso trabalho, hoje, é para garantir a inclusão destas crianças, adolescentes e jovens que têm altas habilidades. Fazer com que as nossas escolas se preparem para atender e entender esses talentos. O NAAH/S representa um espaço grandioso, pois agrega a condição de pensar que as pessoas com altas habilidades podem render e rendem muito, desde que se dê as condições adequadas. E vale destacar que o NAAH/S Joãosinho Trinta é, atualmente, um dos núcleos mais estruturados do país. Foi totalmente reformado e equipado para receber os estudantes”, destacou a professora Rosane Ferreira.

Voltando às atividades

Assim como as demais unidades de ensino da rede estadual, o NAAH/S Joãosinho Trinta também está pronto para retomar as atividades presenciais, depois de quase um ano e meio de atendimento remoto. A unidade segue ainda com matrículas abertas, que devem ser feitas presencialmente no Núcleo, localizado na Avenida Jerônimo de Albuquerque, na Cohab.