Domingo, 12 de Julho de 2020
34 98440 8053
Saúde Uberlândia

Nova deliberação do Comitê Municipal de Enfrentamento ao Covid-19 aumenta restrições de segurança

NOVAS MEDIDAS PASSARÃO A VALER A PARTIR DE SEGUNDA-FEIRA (22); EM ATÉ 15 DIAS, DECISÃO PODE SER REVISTA

19/06/2020 22h32 Atualizada há 3 semanas
Por: Irineu Castanheira Fonte: Agência PMU
Divulgação
Divulgação

O Núcleo Estratégico do Comitê Municipal de Enfrentamento ao Covid-19 voltou a se reunir nesta sexta-feira (19) e emitiu uma nova deliberação acerca do funcionamento dos setores comerciais na cidade. As novas medidas de segurança passam a valer a partir da próxima segunda-feira (22) mantendo a divisão das atividades em três grupos, mas ampliando os setores com total restrição de funcionamento. A decisão pode ser revista em até 15 dias. 

“Essa é mais uma tentativa de evitarmos entrar em ‘lockdown’. Estivemos em reunião com o comitê e decidimos voltar a adotar medidas próximas às do decreto do dia 20 de março. Observamos que, com a reabertura gradual do comércio, os casos cresceram e precisamos com urgência que a população entenda a gravidade da situação e nos ajude a conter a disseminação do vírus. Temos que caminhar juntos”, destacou o prefeito Odelmo Leão.

Nesta sexta-feira, Uberlândia chegou a 4.748 casos de Covid-19 confirmados e 75 óbitos em decorrência do vírus. Houve 245 confirmações da doença nas últimas 24h na cidade.

“Precisamos entender que o problema é coletivo. A doença está avançando e os leitos estão se esgotando. O prefeito já vai fazer a compra de mais 10 respiradores para aumentar o número de leitos, mas, se não reduzirmos o ritmo de disseminação do vírus, a situação pode ficar ainda mais complicada. Por isso o comitê resolveu pedir que o prefeito antecipasse as medidas restritivas para segunda-feira. Hoje testamos quase 18 vezes mais que o Estado e conseguimos conhecer a verdade e a gravidade do cenário em Uberlândia. Não queremos chegar a um ponto de incapacidade no atendimento às pessoas”, salientou o secretário municipal de Saúde, Gladstone Rodrigues.

Entre os representantes do Ministério Público presentes, o promotor Lúcio Flávio Faria e Silva reforçou o pedido de apoio do comitê à população. “Ninguém quer fechar o comércio, mas, sem a regressão desses números, não há o que fazer. Tudo o que é possível está sendo feito. A nossa luta é evitar que as pessoas não consigam ter assistência”, disse.

O diretor da Associação Comercial e Industrial de Uberlândia, Fábio Túlio Felippe, destacou a importância da adesão às medidas. “Entendemos que dar dois passos atrás agora se faz necessário em função do avanço do vírus.  Se todos não nos unirmos e preocuparmos em deter esse contágio, essa situação vai prejudicar a todos”, afirmou.

Pela deliberação número 10 do comitê, a partir de segunda-feira permanecerão abertos sem restrição apenas serviços considerados essenciais. Alguns serviços específicos foram liberados para funcionamento apenas de segunda a sexta-feira das 10h às 18h. Os demais não poderão abrir para atendimento ao público, salvo os casos de entrega a domicílio e drive thru, que continuam autorizados.

Veja a nova deliberação aqui

Veja a tabela com o funcionamento de cada atividade comercial aqui  

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.