farma nossa
Guiamg
Uberlândia

Mandato do vereador Wilson Pinheiro é cassado

Pinheiro havia sido denunciado por infração político-administrativa

10/03/2020 15h04Atualizado há 4 semanas
Por: Irineu Castanheira
Divulgação
Divulgação

O vereador Wilson Pinheiro (PP) teve o mandato cassado pela Câmara de Uberlândia nesta terça-feira (10) pela quebra de decoro parlamentar. A decisão ocorreu durante votação realizada no início desta tarde e, após o anúncio, o parlamentar disse que vai recorrer.

O parlamentar, que estava no quarto mandato, é o terceiro a ser cassado em Uberlândia em menos de uma semana. Alexandre Nogueira e Juliano Modesto perderam o cargo na última sexta-feira (6). Ainda, processos estão em andamento contra outros 12 vereadores; todos são denunciados pelo Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) por diferentes crimes.

Embora a comissão tenha optado no relatório final pela improcedência das duas denúncias contra Wilson Pinheiro, os vereadores decidiram em dois terços (número suficiente para o parecer final) pela procedência da segunda.

Dos 27 vereadores da Casa, quatro não votaram, sendo o próprio vereador denunciado, o presidente da Casa, Ronaldo Tannus, o vereador Clayton César, que é parte interessada no processo e o vereador Sérgio do Bom Preço, por problemas de saúde.

A primeira denúncia foi pelo uso da estrutura do poder Legislativo e tráfico de influência em proveito contrário ao interesse público. Cinco votaram contra, 17 a favor e houve uma abstinência. Como a maioria não atinge dois terços do voto, a denúncia considerada improcedente.

A outra denúncia é sobre adulteração da ata e contratação de escritório sem licitação. Dois vereadores votaram contra, 19 a favor e dois se abstiveram. A votação foi determinante para a cassação de Pinheiro.

Próximos passos

Segundo o presidente da Casa, Ronaldo Tannus, a decisão será publicada em ata, em um decreto no jornal O Legislativo e também enviada a Justiça Eleitoral será informada.

Ele informou ainda que o primeiro suplente deve tomar posse na sessão ordinária desta quarta-feira, sendo Cleyton César. Como o vereador já ocupava o cargo da parlamentar afastada Pâmela Volp, o segundo suplente do partido, Airton Pinhal também será convocado.

"Foi uma decisão em plenário, com certeza a política está mudando e estamos precisando moralizar esta Casa como todo eleitor está pedindo", disse Tannus.

Nenhumcomentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários