Página Inicial / DESTAQUE / Mais uma etapa da obra de captação e tratamento de Capim Branco é realizada

Mais uma etapa da obra de captação e tratamento de Capim Branco é realizada

Cerca de mil toneladas de concreto e aço serão utilizadas em tanque de decantação
O Sistema de Captação e Tratamento de Água Capim Branco irá potencializar o serviço oferecido pelo Departamento Municipal de Água e Esgoto (Dmae) de Uberlândia, garantindo o abastecimento e a ampliação da oferta de água na cidade. Para atender a esse propósito e, consequentemente, às necessidades da população, a atual administração tem trabalhado ininterruptamente nas obras. Na manhã desta segunda-feira (19), uma equipe de 100 pessoas iniciou mais uma etapa da concretagem do tanque de decantação a ser instalado na área. O prefeito Odelmo Leão esteve no local e acompanhou o início dos trabalhos.

Ao final do procedimento, outros 400 metros cúbicos de concreto (o equivalente a cerca de 960 toneladas) e 48 toneladas de ferro serão utilizados pela equipe para realizar o serviço. O tanque de decantação é utilizado no processo de tratamento de água antes da distribuição para os consumidores.

Em uma primeira etapa da concretagem, executada no fim do mês passado, 1.200 toneladas de cimento e outras 100 toneladas de aço já foram aplicados no mesmo procedimento. Durante 12h, cerca de 20 caminhões se revezaram no transporte do material, enquanto os funcionários fizeram a distribuição e compactação da massa.

Neste tipo de obra, exige-se que a execução seja feita em uma única etapa, conforme explica Sérgio Vieira Attie, diretor-geral do Dmae. “Montamos uma verdadeira força-tarefa. São engenheiros, técnicos, pessoal de apoio e maquinário na realização de uma das maiores etapas de concretagem da obra”, disse. Ele salienta que apesar das dimensões do trabalho e da mobilização da equipe, não foi necessário fazer interdições no trânsito da estrada de Pau Furado, via de acesso à unidade, à comunidade da Tenda do Moreno e a sítios.

Abastecimento garantido

A obra do Sistema de Produtor de Água Potável Capim Branco, às margens do rio Araguari, foi projetada na última gestão do prefeito Odelmo Leão (2012) e vai permitir, após a conclusão de sua 1ª etapa (prevista para o início de 2019), o abastecimento de água para mais 500 mil habitantes. Interligada às estações já existentes – Sucupira e Bom Jardim – garantirá abastecimento a 1,5 milhão de pessoas.

Esse resultado mantém assim o compromisso do Dmae com a qualidade e fornecimento de água à população. “É uma obra de grande importância para Uberlândia, tanto para nosso povo, quanto para as indústrias ou empresas que queiram se instalar aqui. Trabalhamos para fazer com que nossa cidade seja considerada ainda mais capaz de receber grandes projetos e empreendimentos porque tem potencialidades não apenas em localização, mas também em infraestrutura e qualidade de vida”, expôs o prefeito Odelmo Leão.

O projeto

O Sistema de Captação de Água de Capim Branco começou a ser pensado ainda na década de 90, quando o então prefeito Virgílio Galassi firmou um convênio com a Companhia Energética de Minas Gerais (Cemig) para possibilitar a captação de água do Rio Araguari. Naquela época ainda não existia o atual sistema de outorga e foi exatamente esse convênio que assegurou ao município de Uberlândia o direito a usar essa água quase 30 anos depois da assinatura, firmada em 10 de abril de 1991.

O projeto concebido por Galassi previa a captação, inicialmente, na represa de Miranda e alertava para a distância e o desnível entre a usina e o município deixando claro que um estudo de viabilidade técnica apontaria a melhor solução. Após análise, optou-se pela captação na represa de Capim Branco. Como o pedido do ex-prefeito era para o Rio Araguari, a única mudança foi o local de captação, que não afetou a disponibilidade hídrica do curso d’água.

O prefeito Odelmo Leão então deu continuidade ao projeto, adequando às condições atuais e, ao final do seu segundo mandato, em 2012, deixou pronto – com dotação orçamentária – para iniciar a execução. “O prefeito Virgílio foi um homem visionário, que pensava e se preocupava não somente com o presente, mas com o futuro. Graças a essa capacidade de gestão dele é que viabilizamos esse projeto”, destacou o prefeito Odelmo Leão.

A obra

A primeira etapa de construção do sistema viabiliza a estrutura de captação, uma elevatória e adutora de água bruta, a estação de tratamento de água, uma unidade de tratamento de resíduos, a adutora de água tratada, a reservação e a interligação com as estações Bom Jardim e Sucupira – que hoje produzem 1.400 litros de água por segundo, cada uma. Essas estações, na conclusão da 1ª etapa do novo sistema, estarão trabalhando próximo de seus limites de abastecimento, o que demonstra a importância do início da operação do Capim Branco.

O Sistema Capim Branco é composto pela captação às margens da represa do Capim Branco I, pela ETA (localizada na região próxima à Tenda do Moreno) e 20 km de adutoras de grande diâmetro que vão conduzir a água até o sistema de reservação do Custódio Pereira, onde será interligado à rede de distribuição existente. Parte desses 20 quilômetros de tubulação já está pronta. O percurso dos tubos, com cerca de 1,2 metro de diâmetro, segue o mesmo traçado da estrada de Pau Furado e foi construído nas margens da via.

“Essa obra prevê não só o momento, mas aponta para o futuro da cidade. Deve ser entregue em 2020 e é importante dizer que as adutoras que estão 80% prontas devem ser finalizadas até meados de outubro”, acrescentou o prefeito Odelmo Leão.

O projeto será implantado em três etapas, cada uma delas com capacidade de produzir dois mil litros de água por segundo. As obras desta primeira fase recebem R$ 264 milhões em investimentos e geram 384 empregos diretos e outros 85 indiretos. A expectativa é, em curto prazo, fazer com que o número de trabalhadores diretos chegue aos 500 e triplicar a quantidade de indiretos. Cerca de 26% da obra está concluída.

Você pode Gostar de:

A quarta edição do Mercado de Pulgas é neste domingo (6)

Vem aí mais uma grande edição do já consagrado Mercado de Pulgas – Antiguidade e …

Encerrada a semana do desarmamento infanto-juvenil

O encerramento da Semana de desarmamento infantujuvenil aconteceu no Parque do Sabiá A iniciativa, que …

Abrigos de ônibus estão sendo instalados no Residencial Pequis

Implantação de novos equipamentos será realizada – na primeira etapa – em 50 bairros de …